Bitcoins! Uma nova forma de fazer negociações

Bitcoins. Um novo tipo de moeda para uma nova era de negócios

O Bitcoin é um assunto que tem aparecido muito nas mídias ultimamente, embora tenha sido criado em 2008!

É um assunto que tem sido tratado amplamente nas redes sociais, mas o que é o Bitcoin?

O Bitcoin é uma moeda, porém a diferença dele para as moedas tradicionais é que a moeda de um país é controlada e regulada pelo governo daquele país.

De tal forma que sejam as transações feitas dentro daquele país possam ser realizadas através daquela moeda. Importante também ressaltar que o dinheiro normalmente é feito de papel ou de metal.

Ou seja, de um meio físico, como uma cédula ou uma moeda. Já o Bitcoin é uma moeda virtual ou uma criptomoeda. Para se ter um Bitcoin uma pessoa precisa necessariamente de uma carteira.

Uma carteira virtual!

Mas o que é uma carteira virtual?

Uma carteira virtual nada mais é do que um aplicativo que recebe um código criptografado aonde são depositados ou colocados aqueles Bitcoins que você adquire ou obtém através de Mineração, que você irá entender daqui a pouco.

Na criação desta carteira é extremamente importante que se guarde o código gerado, como se fosse sua própria vida. Porque se este código criptografado for perdido a pessoa simplesmente perde todos os seus Bitcoins.

As três formas de se adquirir Bitcoin

Como Bitcoin é uma moeda, ele pode ser adquirido basicamente de três formas diferentes.

A primeira delas é através da compra e venda de produtos. Se uma pessoa tem, por exemplo, um produto que comercialize na internet, ela pode comercializar esse produto através de Bitcoins.

Ao invés de colocar o valor do produto, por exemplo, em dólar ou em real, é possível colocar em Bitcoins. Uma vez que alguém compre o produto e pague em Bitcoins, estes poderão ser usados para fazer outros tipos de compras no ambiente virtual também.

A segunda forma que pode ser adquirido um Bitcoin, ou frações dele, é através da geração ou garimpo.

Nossa! Mas como é que isso funciona?

Para explicar isso precisamos entender o conceito de como é gerado um Bitcoin. O Bitcoin não é regulado, ou seja, não existe um governo ou uma instituição que gere essa moeda, emita a mesma ou faça a regulação.

Então como é gerado o Bitcoin?

O Bitcoin, na verdade, é gerado através de algoritmos de computador que são calculados através de máquinas, grandes servidores. Quando esses computadores resolvem estas equações complexas, o retorno é um Bitcoin ou uma fração dele.

Desta maneira, qualquer pessoa poderia resolver estas equações e gerar bitcoins para si, porém atualmente estes problemas matemáticos são tão complexos que exigem máquinas com processadores muito potentes, que consomem muita energia e que são muito caros.

Entretanto qualquer um pode comprar uma ou mais “cotas de processamento” dentro de uma mineradora, que é uma empresa que possuem estes grandes servidores e fazem essa mineração.

Sendo assim, uma pessoa que investia em uma destas mineradoras, uma vez que haja algum retorno no garimpo de Bitcoins a pessoa terá uma fração equivalente ao valor investido dentro daquela empresa.

Assim, você pode garimpar Bitcoins e ter a posse destes através do investimento em uma mineradora que irá gerar Bitcoins.

Investimento na valorização da moeda

E a terceira forma de se conseguir estas moedas virtuais é através da conversão entre moedas.

Quando alguém, por exemplo, compra um dólar esta moeda está atrelada a uma cotação e o Bitcoin também tem uma cotação no mercado, que é flutuante, e pode-se então adquirir e vender Bitcoins através de uma empresa, que seria o equivalente a uma casa de câmbio no ambiente virtual.

É possível se comprar frações de Bitcoin ou Bitcoins inteiros através da conversão do valor da moeda do país para Bitcoins.

Atualmente, se uma pessoa for comprar uma unidade de Bitcoin a cotação em relação ao Real está em torno de 53 mil reais para 1 Bitcoin.

Esta terceira forma é a que atualmente tem sido a mais utilizada como forma de investimento, onde o investidor compra Bitcoins e depois aguarda a cotação subir para então vender.

O risco é de a cotação baixar ou mesmo despencar rapidamente e o investidor perder seus recursos.

Existem ainda muitas interrogações sobre esta nova moeda e outros aspectos a serem considerados. Fique ligado aqui no Blog para novidades sobre o tema.

Grande abraço e lembre-se sempre…

Com inteligência financeira se vai mais longe!

Gostou deste artigo? Compartilhe ele agora:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Iniciar o chat
Precisa de alguma ajuda?
Olá, tudo bem? ????

O que você procura? Posso te ajudar?

Aqui na Inspiratori, realizamos consultorias de finanças pessoais, planejamento financeiro e ministramos cursos e palestras também.

Estamos a disposição para o que precisar.